quarta-feira, 30 de julho de 2008

diálogo.
liguei a TV aleatoriamente e a Juliane Moore estava falando a seguinte coisa: um relacionamento, para mim, é como duas pessoas segurando uma corda. em alguns casos, as duas estão bem próximas e podem se olhar nos olhos. noutros casos, elas estão bem distantes e mal podem se ver. mas em ambos os casos, nunca, em momento algum, soltam a corda que as une. acho que tô muito cansada agora para pensar sobre isso, mas devo dizer que concordo. e puxa-puxa-corre-corre, é sempre bom saber que apesar dos pesares, certas cordas persistem em não cair.

dislexia.
ainda bem que não sou só eu que tenho.

- menino, são tudo parecido. confundo às vezes.
- né? matt damon e mark walbherg...
- pois é, só que o matt damon é mongol, tipo, no team america. hahaha. e o mark é arraso.
- tu já viu "fim dos tempos"?
- não, falaram que é péssimo...
- pois é, o matt damon fala com uma planta!
- tipo, ali é o mark, não?
- é?
- é... né?
- tipo, parecidos!
- não, macho, é o mark!
- ...

#

- ei, sério, não posta isso!
- claro que vou postar!
- não! eu tava bebendo e deitado no sofá, desopilando, e a cabeça subiu pro cérebro, ora!
- sim, pera, o cérebo é, tipo, na cabeça, né não?
- sim! a bebida subiu pro cébero, não importa! não posta!
- rá, já ganhei outra anedota! :X

2 comentários:

Ton disse...

HAHAHA

conversas ontem já me contam quem foi o dono das frases.

Cagado e cuspido! disse...
Este comentário foi removido pelo autor.