terça-feira, 21 de agosto de 2007

linhas tortas.
"ela o sente tão perto
que a respiração dele
forma uma melodia
que inebria e realiza
sonhos lúcidos de monet."

saga da crise existencial documentária.
então. quem tem lido por cima aqui essas cenas inusitadas da minha mente, deve ter percebido que eu ando em constante debate com Murphy, com o número 3 e com a burocracia para se conseguir uma terceira via de RG. é. quando você acha que não tem mais nada pra acontecer, acontece. e se aconteceu, não poderia ser besteira pouca, claro, senão não teria graça alguma.

pois eis que eu e minha companheira de crise existencial documentária caímos da cama hoje às 5h da manhã. a última vez que isso aconteceu, eu estava indo viajar, feliz da vida, para algum canto bonito e com pessoas maravilhosas. mas não. hoje, eu estava indo para um canto desconfortável, com pessoas desconhecidas e a incerteza de conseguir 'completar a missão'. cara amassada. mau humor. lentidão. diálogos nonseses. tudo isso fazia parte do pacote. isso, mais 7 (sete) horas de espera para conseguir sair do tal lugar SEM o RG. sim, meu caros, ainda estou em crise. só receberei a RG daqui 7 dias. 7horas, 7dias. será 7 o novo 3? minha nossa. eu paguei os pecados desse mês hoje.

pelo menos, a companhia ajuda. e a trilha sonora, sensacional: roupa nova - sapato novo, caetano veloso - alegria, hound dog - elvis presley.
pontos "bons" da saga.
mas nem tudo é pessimismo, não é mesmo? ainda temos uma garrafinha de água que aparece vez ou outra para exorcisar a sede, situaçõe hilárias para contar para os netos, teste de paciência, sorvetes de baunilha (que ultimamente estão mais gostosos do que nunca), companhias agradabilíssimas e surpresas durante o caminho, desde piadas até mensagens queridas.

6 comentários:

Rafael Porto disse...

"Sonhos lúcidos de Monet" é a melhor descrição para a impressão visual que tenho da obra dele.
=)

Marisa disse...

Maíra, não te conheço ao vivo mas sou fã das suas colunas e descobri seu blog agora!
Puxa, menina, não sei o vc fez para o Murphy mas ele anda pegando pesado com vc... Credo! Coitada! Burocracia que não funciona é um inferno!
Espero que essa sua crise existencial passe logo e vc encontre seu David Ames, já percebi que Vanilla Sky é sua inspiração favorita!

Beijos!

Eric Goldrim: disse...

Numa outra vida seremos gatos... e de preferência tocando piano. =)

Dih disse...

Vamos juntos pegando na mão de Murphy que nóis é feliz. ¬¬
ODEIO!
Bate, estamos todos no mesmo barco. \o

Isaac Guerreiro Caúla disse...

A questão sempre é que: Crises existenciais são coisas de mulherzinha heheheh ;p

(mas tudo bem eu não sei o contexto e tal...)

Isaac Guerreiro Caúla disse...

eu queria comentar na sua coluna lá do cinema com rapadura... hehehe tem link pra comentar?! Pq por aqui é mo paia... E assim sou um viciado em filmes vou te indicar alguns dos últimos que achei espetaculares!

O brilho de uma mente sem lembrança.
Que é com a Kate Winslet(espetacular)
e Jim Carrey que sempre é ótimo em filmes que não são comédias ;p Alias tem um que é o Cine Majestic, que eu amei até a época que o filme se passa, Guerra Fria e tal Capitalismo X Socialismo.. O que eu vejo constantemente na faculdade (sociologia)

Click - que apesar de ser Adam Sandler como protagonista é uma comédia que há muito tempo não via.

Escola de Rock - Muito bom também.

Adeus Lenin...

e os desse ano o único que eu achei com um enredo muito bom foi Babel.

são os que lembro no momento.