quinta-feira, 13 de dezembro de 2007

a verdade liberta.
tava vendo aquele filme com o meu querido Sean Penn e a minha querida Susan Sarandon, "Os Últimos Passos de um Homem". eis que o personagem do Penn fala que a verdade o libertou, de acordo com oa Bíblia tinha dito. pois é. e no dia seguinte, eu, na minha não muito religiosa vida, descobri como isso é verdade. entre duas pessoas, pelo menos.

a verdade dói. mas é o melhor remédio para fantasmas inconvenientes. e ela restaura confiança, admiração e lealdade. além do sentimento bom que poderia existir antes. não é fácil dar a verdade para alguém. mas é o mais certo a se fazer. complica também quando a outra pessoa não quer enxergar, mas, felizmente, só lidei uma vez com casos assim.

acontece que nos últimos dois dias, me deram uma verdade e me negaram outra verdade. a pessoa que me deu só fez subir nos meus conceitos. e me proporcionou um alívio tão grande e um sentimento de carinho tão grande, que até agora estou agradecendo pela atitude. a pessoa que me negou, mais uma vez, a verdade, só contribuiu para a mágoa antiga aumentar e provou o quanto eu não devo ser merecedora dessa verdade, que já é conhecida, porém, não foi assumida.

dois opostos que só provam o quanto a verdade é preciosa e como a sinceridade dela afeta a vida da gente. se você gosta de alguém e a acha especial, dê a verdade de presente pra ela. certeza que esse é um dos presentes mais valiosos e imensuráveis que alguém pode proporcionar.

eu quero ver!
filme com a Susan Sarandon, Kate Winslet, Christopher Walken, Mary Parker. "Romances e Cigarros". tem umas musiquinhas ótemas e o orgasmo: Susan Sarandon cantando uma versão de "Piece of My Heart" da Janis Joplin.

Nenhum comentário: